Linhas de Pesquisa

Durante os seus 40 anos o Centro tem contribuído, de forma renovada, no conhecimento sobre as desigualdades do desenvolvimento brasileiro, nas mudanças dos padrões de reprodução sócio-demográficos e do mercado de trabalho. A redemocratização da sociedade brasileira e o processo de globalização articularam, às condições estruturais e objetivas dos processos sociais, também dimensões de subjetividade na formação de atores sociais, nas relações entre trabalho, poder e reprodução social e novas territorialidades. Pesquisas em torno de temas como a reprodução das classes sociais; a transição democrática e movimentos sociais; análises sobre a territorialidade de poder e representação de atores sociais foram então realizadas. Ao mesmo tempo, os estudos sócio-demográficos avançaram sobre as condições de reprodução da família e os processos de sucessão das gerações, tudo isso renovando, sem descontinuidade, o escopo inicial da agenda de pesquisa. Atualmente, o centro já acumula também significativa experiência de pesquisa básica e aplicada sobre temas que põem a sociologia em diálogo com outros campos disciplinares: trabalho e saúde; demografia e processos sociais; questão social e cidadania; cidade e cultura; instituições políticas, com destaque para o federalismo, a dimensão subnacional das políticas públicas estaduais e o impacto na formação das elites políticas. Na área da pesquisa aplicada o Centro detém longa experiência de assessoramento, capacitação de agentes públicos e atores sociais, em programas dirigidos especialmente à área de direitos da criança e do adolescente; ações e pesquisas dos direitos de cidadania e justiça; programas de formação sindical; estudos de impactos regionais e sobre o ambiente em pólos de desenvolvimento industrial e agrário.



Pesquisa: CULTURA, CIDADE E DEMOCRACIA: SOCIABILIDADE, REPRESENTAÇÕES E MOVIMENTOS SOCIAIS



Líder:
Carlos Geraldo Espinheira

Objetivos:

Discute as relações entre: cultura, cidade e democracia; imaginário e representação, especialmente no espaço urbano. Pesquisa a violência cotidiana e as formas de valorização da vida, desdobrando-se em três tipos de ação de pesquisa e extensão: (i) uma pesquisa sobre violência e criminalidade; (ii) a formação de agentes sociais de defesa da cidadania; e (iii) a definição de uma metodologia para a internalização de novos conceitos.


Pesquisas em andamento:

Identidade de Salvador: signos e vida cotidiana III - Cidade Baixa (Prazo de conclusão: 2009)


Equipe:

Coordenação: Gey Espinheira

Páginas